Dicas para comprar materiais elétricos

Nos dias de hoje é impossível imaginar a sua casa sem energia elétrica. Os alimentos iriam estragar, tomar banho no inverno seria uma tarefa desafiadora, e nem se fala no verão sem ventilador ou ar-condicionado.

É preciso uma atenção especial na hora de comprar os materiais elétricos para sua casa, a fim de evitar problemas futuros e adiar ao máximo a necessidade de gastos com manutenção. Confira algumas dicas que preparamos para você!Blog_Decorlux_Material_Eletrico

Conheça os materiais

Para tocar a sua obra, é preciso conhecer os materiais que serão utilizados. Sabendo exatamente os materiais que precisa comprar, as chances de erro diminuem. Portanto, entenda que cabos e fios são os principais itens que compõem a instalação elétrica do seu imóvel, sendo assim, responsáveis por levar a energia aos pontos de utilização, como os interruptores e tomadas.

Opte por produtos de qualidade

Prefira materiais de qualidade para a parte elétrica da casa com marcas conhecidas e com boa reputação no mercado. Além disso, certifique-se que o material tenha o selo do Inmetro e está de acordo com as normas técnicas da ABNT. Esses cuidados vão garantir que os fios, cabos, tomadas, lâmpadas e interruptores funcionem adequadamente, e que tenham vida útil prolongada, além de preservar a segurança da sua família.

Conte com ajuda de um profissional

É imprescindível o auxílio de um profissional especializado no assunto para te ajudar a identificar algumas especificações técnicas. Um bom profissional irá te ajudar a dimensionar os componentes elétricos e instruir à compra de condutores e disjuntores compatíveis. Assim, a rede elétrica ficará devidamente protegida de curtos-circuitos e sobrecargas.

Aqui na Engeluz você pode contar com o auxílio dos nossos vendedores e as melhores marcas do mercado para transformar a sua casa!

 

Revestimento para banheiro: opções ideais para o seu ambiente

A escolha do revestimento para o banheiro em uma reforma ou construção deve ser feita com calma e planejamento. Uma das principais dicas é que os modelos colocados no chão e nas paredes combinem. Depois, você deve se certificar de que eles são resistentes à água, já que o banheiro é um cômodo que fica constantemente úmido e, no caso dos revestimentos para chão, é importante que eles não sejam escorregadios. Confira algumas opções que separamos para te ajudar nessa escolha.

Pastilhas

Usar diferentes tipos de pastilhas como revestimento para banheiro é bem comum em vários projetos de reforma. As pastilhas vêm em  lacas divididas em vários quadrados diferentes e eles podem variar entre uma paleta de cores ou ser todos do mesmo tom. De acordo com o seu gosto pessoal, as pastilhas  podem ser usadas em apenas uma parte do banheiro, como o box e a pia, ou nele todo.


Porcelanatos

Para apostar nos porcelanatos como revestimento para o banheiro, você deve ficar atento ao acabamento das peças. As acetinadas são mais indicadas por serem menos escorregadias do que as brilhosas. A durabilidade e a grande variedade de cores/estampas dos porcelanatos são duas das maiores vantagens na escolha desse material. Além disso, ele também tem baixa absorção de água e pode ser aplicado tanto no chão, quanto nas paredes.


Cerâmicas

Assim como os porcelanatos, os pisos cerâmicos podem ser encontrados em diversos modelos, o que acaba tornando o momento de escolher e combinar as peças muito mais simples. Eles também podem ser colocados no chão e nas paredes e são super resistentes à água e à proliferação de bactérias, sendo uma escolha ideal para o banheiro. Outras vantagens do piso cerâmico como revestimento para banheiro são a facilidade de limpeza e o isolamento térmico que deixa o ambiente mais fresco.


Problemas com goteiras? Saiba como evitá-las!

No período das chuvas esses pequenos problemas costumam aparecer. Goteiras, infiltrações ou sinais de mofo no teto ou nas paredes são um alerta. Essas situações ocorrem normalmente quando os telhados estão em inclinação baixa ou as calhas entupidas. Para evitar que isso aconteça, a atitude é simples: manutenção no telhado. Confira algumas dicas que separamos para você!

Cheque as telhas: O destelhamento, por exemplo, é bastante comum decorrente as fortes chuvas dessa época. Quando um telhado é construído, existem indicações de inclinações e telhas que devem ser utilizadas. Quando a inclinação do telhado é grande ou o local da casa está sujeito a grandes ventos, alguns fabricantes recomendam até a amarração das telhas. Se a instalação não for feita de forma correta ou, se houve destelhamento por causa de ventos fortes, esse será um dos motivos da goteira ou infiltração.

Fique de olho: verifique se as telhas estão furadas ou com rachaduras.  Se houver fissuras, o indicado é trocá-las por novas.

Limpe as calhas: Calhas entupidas ou sujas também podem provocar goteiras e infiltrações. Para resolver o problema, é preciso limpá-las, e também o bocal, retirando folhas e outros materiais que impedem o escoamento da água. As calhas devem ser limpas periodicamente, para ter uma vida útil mais longa, evitando esse tipo de problema.

Atenção!

Ao seguir as dicas que separamos, tenha cuidado com alguns procedimentos. Você não se deve subir no telhado úmido, ou quando não se tem certeza de pisar nas telhas com segurança. São muitos os acidentes envolvendo a queda de telhados ou lajes escorregadias, por conta da umidade. Tenha a orientação de um especialista, se necessário. Aqui na Engeluz você encontra ainda diversas opções de impermeabilização de telhas e lajes. Consulte nossos vendedores!

Dica da Bruna: Revestimento 3D

     A nossa dica de hoje é sobre os revestimentos 3D! Charme, movimento, sofisticação e modernidade! Existem diversos modelos disponíveis em diferentes materiais, o que o torna um diferencial na sua decoração! Super marcante, o revestimento 3D foge do característico papel de parede e ainda dá um efeito diferenciado. Outra vantagem deste tipo de revestimento, é que não tem problema nenhum caso você queira utilizar em paredes onde pegue sol ou chuva.

incepa multicolor

     Essa opção é prática e versátil, possibilitando a sua aplicação nos ambientes sem restrição, inclusive em áreas externas, se instalado adequadamente. Você quer dar aquele charme no lavabo? Fazer aquela parede diferente na sala de jantar? Dar aquele toque de modernidade no quarto? Mudar a sua fachada? Aposte nesses revestimentos!de2da0fb65719c2ade6787b87dbd0776

     Os revestimentos 3D podem aparecer em porcelanato, placas de PVC, bambu, cimentício, pastilhas e pedras. O desenho escolhido precisa ser proporcional ao espaço disponível: paredes menores pedem padrões e linhas menores para um efeito harmonioso no ambiente. Já paredes maiores, pode-se abusar nos grandes formatos e grandes formas, com muito volume e movimento.

     O revestimento 3D é uma opção sensacional e sua aplicação geralmente é rápida! E, se quiser ousar ainda mais o espaço, pense em um efeito de iluminação para a parede que foi revestida. Uma iluminação focada criando um efeito super lindo de luz e sombra.

Aqui na Engeluz você encontra os profissionais que vão poder te auxiliar tanto na escolha dos pisos quanto na iluminação desejada. Visite nosso showroom em Búzios e renove a sua casa!

Como assentar porcelanato com nivelamento e deixar o seu piso perfeito

Aplicar revestimentos exige cuidado e atenção, uma das principais características de um bom acabamento é um piso bem nivelado. O porcelanato retificado exige do profissional atenção aos detalhes, já que as bordas retas fazem com que qualquer defeito no assentamento fique visível, podendo causar até acidentes caso uma peça fique mais alta do que a outra. O uso do nivelador deixará essa tarefa mais prática, garantindo um acabamento de alta qualidade.

Para um piso bem nivelado, você vai precisar de: 1 alicate nivelador de piso, os niveladores de piso (cunhas) e os espaçadores de piso.

Como usar:

1 – Nenhum piso ficará perfeito se não for colocado sob uma superfície bem nivelada, garanta que o seu contrapiso esteja livre de ondulações. Verifique a inclinação das superfícies de áreas molhadas para garantir um escoamento da água perfeito.

2 – Coloque os espaçadores, eles vão garantir o rejunte com a mesma espessura em todo o ambiente. É nele que será colocado o nivelador. Os espaçadores devem ficar abaixo das peças, bem justas, em ambos os lados. O consumo é de 2 unidades por peça do piso e não são reaproveitados.kit-piso-porcelanato-nivelador-1000-clips-3mm-200-cunha-D_NQ_NP_100901-MLB20430066247_092015-F

3 – O nivelador para porcelanato tem o formato de um triângulo. A peça deve ser colocada por dentro do espaçador de piso, aí então ela será pressionada com o alicate nivelador. Nessa etapa é importante regular o alicate para que o nivelador fique bem apertado. Conforme pressionado, o piso fica nivelado com espaçamento do rejunte uniforme.alicate_nivelador_de_piso_cortag_89087341_0001_600x600

4 – Essa é a etapa em que são retirados os espaçadores de piso. Após a secagem da argamassa, quando o piso já estiver bem firme, use o martelo de borracha utilizado no assentamento do piso. Esse momento é a hora do acabamento final com o rejunte.

Aqui na Engeluz você encontra todo o material necessário para colocar essas dicas em prática na sua obra. Aproveite e conheça o nosso novo departamento de Pisos e Revestimentos na loja de Búzios.

 

Quais são as vantagens da iluminação de LED?

Muito tem se falado sobre a utilização das lâmpadas de LED em projetos de iluminação. Atualmente, existem diversas opções e modelos para utilizar este tipo de iluminação em casa, escritórios e empresas. O custo dessas lâmpadas também tem sido um destaque a parte, já que com a sua popularização estão sendo vendidas por preços mais baixos no mercado.

Você sabe quais são as vantagens das lâmpadas de LED? Vamos listar para você algumas características importantes!

Eficiência – as lâmpadas de LED emitem mais luz utilizando muito menos energia, podendo assim, substituir lâmpadas halógenas ou dicróicas e até mesmo as lâmpadas fluorescentes.

celpe_foto_pauta_8

Durabilidade – A média do tempo de vida da lâmpada de LED pode alcançar até 50 mil horas de consumo. Se utilizada ao longo de 8 horas diárias, pode durar até 17 anos de uso. O LED é mais resistente a impactos, vibrações e variações de temperatura, evitando assim prejuízos e substituições constantes.

Não emitem calor – Como não possuem raios infravermelhos e/ou ultravioletas a quantidade de calor emitida é mínima, o que evita o aquecimento dos ambientes, com isso diminui o uso do ar condicionado gerando economia de energia. Dessa forma, podem ser utilizadas para iluminação de construções históricas ou de áreas de vegetação sem a preocupação de causar danos.

Baixa voltagem – Por ser utilizada com baixa tensão, a iluminação de LED pode ser usada em ambientes úmidos ou na água, como piscinas e saunas, sem o risco de choque. Não apresenta risco de queimadura por contato podendo ser instaladas em pequena altura, como balizadores, por exemplo.

Essas são algumas das vantagens do uso do LED, agora é só explorar a sua criatividade e iluminar os cômodos da sua casa. Aproveite o serviço de consultoria com nossos lighting designers aqui na Engeluz. Além de encontrar todo material que você precisa, seu projeto será totalmente personalizado.

engeblog

Como prevenir o entupimento da pia da cozinha

O entupimento da pia da cozinha é algo comum de acontecer no dia a dia. Podem acontecer entupimentos leves em que a água apenas demora a escoar, ou até entupimentos totais onda a água não desce pelo ralo.

Existem diversos métodos para desentupir as pias, os mais comuns são os desentupidores de borracha, a limpeza da caixa de gordura, limpeza do sifão da pia, soda cáustica, entre outros. Antes de começar a pensar qual estratégia usar, é preciso saber quais são os fatores que contribuem para o entupimento da pia e quais são as melhores maneiras para evitar que isso aconteça novamente.

Por que entope? Como evitar?

Prevenir é sempre a melhor opção! Prefira a utilização de tubos mais largos e evite fazer curvas ao planejar o encanamento. Com mais espaço e sem quinas, é mais difícil algum objeto grudar no cano e provocar o entupimento.

As melhores maneiras de se evitar um entupimento na pia é tomar cuidado com o que se descarta. Os quatro maiores inimigos do ralo de cozinha e como evita-los são:

  1. Óleo de cozinha: para descartá-lo de forma correta, coloque em um recipiente com tampa (garrafa PET ou embalagem de vidro) e entregue à coleta seletiva ou nos postos de coleta; esses insumos não são diluídos em água, e além de causar entupimentos da pia da cozinha, acabam dificultando a limpeza do esgoto nas estações de tratamento.
  2. Pó de café: jogue sempre no lixo! Aparentemente inofensiva, a borra de café é uma das maiores vilãs quando se trata de pias de cozinha. Aquele resto de pó de café costuma colar nas paredes dos canos junto com a gordura dos utensílios, formando um bolo pegajoso que a água não consegue ultrapassar.
  3. Espuma do sabão: a espuma, com o tempo, vai sedimentando e acumulando juntamente com outros detritos sólidos nas paredes do tubo, reduzindo ou até obstruindo o escoamento. Para evitar essa situação, deixe escorrer toda a espuma da pia para o ralo e deixar alguns segundos a água da torneira ligada.
  4. Gordura e restos de comida: a gordura gruda na tubulação antes de chegar na caixa de gordura, e faz com que os restos de comida fiquem presos nesses sedimentos de gordura grudados no cano, deixando a passagem de água cada vez mais difícil.

Para não entupir a pia da cozinha, jogue os restos de comida em um lixo, limpando os pratos antes de lavar a louça. Também é necessário retirar o excesso de gordura dos pratos com um pedaço de papel para que não vá para o encanamento.

Na hora do preparo de alimentos, é bom também tampar a entrada do ralo com uma rede/peneira, evitando que as cascas, folhas e restos caiam dentro da tubulação. Pontas de embalagens e etiquetas também devem ser descartadas, pois podendo causar sérios problemas no encanamento.

Uma dica importante é ferver 2 litros de água e jogar no ralo da pia da cozinha, tanto para evitar que entupa quanto para desentupir a pia da cozinha, fazendo com que a gordura desgrude da tubulação e vá para a caixa de gordura. Se atente em não jogar água fria depois da quente, é preciso deixar os tubos esfriarem naturalmente.

O desentupimento pode ser feito ainda, com produtos à base de soda cáustica, despejado no ralo da pia. O produto age por alguns minutos e depois é limpo com água corrente, sem que tenha a necessidade de contato com este produto, pois é perigoso e tóxico, então deve ser usado longe de crianças e com muito cuidado.

Mas caso não consiga desentupir, mesmo seguindo essas dicas procure por profissionais qualificados. Aproveite as dicas do Engeblog. Os cuidados e manutenção da sua casa ficarão muito mais fáceis com a nossa ajuda!

 

Dicas para escolher corretamente o piso para sua casa

Está pensando em reformar ou construir a sua casa e tem dúvidas sobre a escolha dos pisos e revestimentos? Reunimos aqui 7 dicas de como escolher o piso corretamente e facilitar esse processo de escolha.

Dica 1 – Faça a opção de pisos que não escorregam para o banheiro. Uma sugestão é o porcelanato que não seja polido.

Dica 2 – Não existe uma cor ideal para o piso do banheiro, tudo vai depender do tamanho do ambiente e do que você deseja transmitir nesse espaço.  Para dar sensação de amplitude, vale investir em cores mais claras. Cores vibrantes, tornam o cômodo sofisticado e criativo.

Dica 3 – O piso da cozinha não pode escorregar e nem pegar muita gordura. Assim como no banheiro, ele não deve ser escorregadio para evitar acidentes.

Dica 4 – Cores e estampas variam conforme a disposição do ambiente. Se você tem uma cozinha aberta para a sala, deve pensar no piso desses dois espaços em conjunto. Nesse caso, pode-se investir em um piso mais colorido. Para cozinhas fechadas e menores, é indicada a utilização de cores claras.

Dica 5 – O piso da sala deve ser escolhido de acordo com o uso e do que você deseja. Se a sala for bastante utilizada, vale a pena investir em um piso de fácil manutenção, como o porcelanato ou um piso vinílico que imita madeira.

Dica 6 – Separe os pisos de acordo com as portas. Se a sua sala dá para um corredor e, entre esses dois espaços, não há uma separação física (como uma porta), mantenha o mesmo piso. Isso dará ao ambiente a sensação de amplitude.

Dica 7 – O piso para área externa depende das características do espaço, se é aberta ou fechada, e se é coberta ou não. Se o espaço for coberto, mas aberto, vale a pena investir em um piso antiderrapante para evitar tombos em dias chuvosos. Se for descoberto, prefira o antiderrapante.

Na Engeluz de Búzios, você conta com a consultoria da nossa Designer de Interiores que te ajudará com essas e outras dicas para reformar ou construir com estilo e economia. Curta nossa página nas redes sociais e acompanhe as dicas do nosso Engeblog.

 

Dica de reforma: renove as cores da sua casa de forma simples

Reformar não é fácil, mas pode ficar um pouco mais barato se você mesmo encarar o desafio de realizar essa tarefa. Reunimos algumas dicas de como fazer esse trabalho de forma simples e começar o ano novo com a casa renovada!f_147101

Para realizar essa tarefa, você vai precisar de: lixa n° 150, jornal velho, fita-crepe, rolo de pintura, bandeja para tinta, tinta, massa corrida, trincha e espátula.

Para saber a quantidade de tinta que será usada, calcule o tamanho da área que será pintada. Meça as paredes e multiplique pela altura do pé-direito (altura do chão ao teto). Em seguida, multiplique essa metragem pelo número de demãos, geralmente são de duas a três. No rótulo, algumas latas de tinta indicam a área que aquela quantidade irá cobrir. Peça ajuda aos vendedores, eles vão auxiliar a calcular a partir da metragem a ser pintada.

Forre o piso com o jornal, retire os espelhos dos interruptores, cubra os móveis e proteja com fita-crepe as maçanetas, rodapés e batentes. Tampe os buracos superficiais da parede com massa corrida, usando uma espátula. Deixe secar por 20 minutos e passe a lixa n° 150;

pintura-03-730x548

Mexa a tinta e pinte com a trincha cuidadosamente uma faixa horizontal rente ao teto. Com um rolo, aplique uma parte da tinta na parede seguindo sempre a posição vertical até cobrir toda a área desejada. Espere que a tinta seque totalmente antes de passar a próxima camada;

Se a ideia é que a parede tenha faixas coloridas, faça desenhos com a fita-crepe. Escolha uma cor para ser a predominante e alterne com tonalidades harmônicas ou brancas. Comece cobrindo com tinta uma parte sim e outra não. Espere secar totalmente e retire a fita. Com uma nova tira adesiva, cubra delicadamente a borda já pintada. Pinte os espaços restantes. Um pincel fino dará o acabamento entre as cores.

Essas dicas simples vão transformar a sua casa! Aqui na Engeluz Home Center você encontra tudo que precisa para realizar esse processo. Estamos esperando a sua visita!

Como fazer a manutenção e limpeza da sua piscina

Aproveitar os dias de calor intenso numa piscina refrescante é uma delícia. Porém, para aproveitar todos os benefícios de uma piscina limpinha é necessário fazer regularmente a manutenção dela. Confira algumas de nossas dicas para realizar esse processo sem dor de cabeça e aproveitar muito!

A água da piscina não precisa ser trocada com muita frequência, desde que a manutenção seja feita corretamente. Para isso, sua manutenção precisa ser feita a cada 15 dias. Para realizar a limpeza perfeitamente, alguns itens são indispensáveis. Você vai precisar de: vassoura, peneira de cabo longo, escova macia, decantador de piscina, aspirador para piscina e cloro.

Começando a limpeza! Confira o passo-a-passo:

Área externa – No entorno da piscina costuma acumular sujeira e resíduos conforme a circulação de pessoas, animais, folhas, entre outros. O indicado é antes começar a limpeza, varrer toda área, evitando que caia sujeira na água.

Filtros – É muito importante fazer a limpeza da coadeira ou skimmer. Normalmente, esse item fica na lateral da piscina e capta a sujeira que fica na superfície da água, como pequenos insetos, flores e folhas. Esvazie o depósito de sujeira manualmente e limpe o pré-filtro. Para isso, não se esqueça de desligar o sistema de filtração e fechar os registros necessários antes de acessá-lo.

Peneirar a superfície – Retire toda a sujeira da superfície da água, como insetos, flores, folhas e outros resíduos com a peneira de cabo longo.

Escovação – É preciso também limpar o revestimento da piscina, para retirar acúmulo de algas e resíduos grudados. Utilize a escovação nessa etapa. Ela é ótima para deixar os azulejos e pastilhas limpos e mais bonitos.

Aspiração – Após a escovação da piscina, utilize o decantador: um produto que solidifica a sujeira mais fina e a leva para o fundo. Para retirar tais resíduos, faça a aspiração de forma gradual e lenta para que a sujeira não se espalhe para o restante da piscina novamente.

Tratamento químico – Outro detalhe importante é finalizar o cloro para o tratamento da água. Este produto químico desinfeta a água, matando os microorganismos que podem ser nocivos quando não tratados.

Bombas e filtros – O filtro é o responsável pela retirada da sujeira que fica suspensa na água, tornando-a limpa. Porém sua importância não se limita a retirada dos resíduos da água. Junto a bomba e o ralo, o filtro é essencial para distribuição homogênea dos produtos químicos utilizados para desinfetar a água e torná-la cristalina e própria para uso.

Algicida e elevador do ph – Além do cloro, há outro tratamento de choque para recuperar a qualidade da água da piscina: o algicida. Ele é utilizado sempre que houver uma infestação de algas na piscina, fazendo uma supercloração na eliminação dessas impurezas. Mas fique ligado: não pode usar o cloro e o algicida no mesmo dia, pois ele são produtos químicos incompatíveis e pode causar manchas no revestimento da piscina.

Para o tratamento da água ser mais eficiente, é importante ficar atento ao nível de pH, que deve estar entre 7,2 e 7,6. No mercado existem kits que medem e regulam a alcalinidade da água. Lembre-se de que o pH certo é essencial para a eficiência de outros tratamentos como o cloro.

Reserve um tempo para realizar a manutenção da piscina. Apesar de simples, é preciso muita atenção e cuidado. Dessa forma, você poderá aproveitar os dias de calor com muito mais qualidade!

Aproveite para visitar a Engeluz e comprar os produtos para a manutenção e limpeza da sua piscina.