A facilidade das ferramentas elétricas

4 anos atrás | sem comentários | Por Engeluz Home Center

As ferramentas elétricas portáveis vieram para possibilitar uma enorme gama de trabalhos. Foram projetadas para facilitar o manuseio e o transporte para diferentes lugares sem muito sacrifício, sendo utilizadas na construção civil e nas indústrias transformadoras. Elas contrastam com os modelos de ferramentas padrões, que são instaladas permanentemente em um determinado espaço de trabalho.

 

As ferramentas elétricas podem tanto funcionar através de um cabo de eletricidade, como podem funcionar sem fio, alimentadas por baterias recarregáveis. Elas deixaram de ser somente para uso profissional. A facilidade de seu manuseio e praticidade na execução de serviços tornou sua presença indispensável em qualquer conjunto de ferramentas, residencial ou profissional.

 

Qualquer pessoa pode utilizá-las, desde que saiba como funcionam seus recursos para não se machucar durante o uso, utilize o equipamento de proteção individual (EPI) indicado para cada função e siga atentamente as instruções de uso.

 

Ao trocar ou colocar novos acessórios nestas máquinas, como lâminas de serra ou brocas, a ferramenta elétrica deve estar desligada da tomada para evitar acidentes.

 

Conheça abaixo os modelos mais utilizados no dia a dia:

 

Furadeira – É uma máquina que tem como sua principal função a execução de furos. Elas possuem um sistema de alavanca ou motor que aplica uma rotação a uma ou mais brocas que são responsáveis pela remoção do material.

 

Parafusadeira – Ela tem sua função destinada para apertar ou retirar parafusos. Famosa por ser utilizada na troca de pneus, ela também é utilizada em indústrias para evitar que o parafuso seja colocado com folga ou apertado demais.

 

Martelete – Ferramenta muito parecida com a furadeira, porém com poder de perfuração muito maior. Ideal para profissionais que precisam fazer muitos furos em paredes ou pisos de elevada dureza.

 

Lixadeiras – São dividas em máquinas para lixar madeira e máquinas para lixar metais.  As máquinas para lixar madeiras possuem uma base de borracha onde é fixada a lixa. Esta base pode ser quadrada, retangular, redonda ou triangular, dependendo da aplicação e modelo da máquina. Alguns modelos podem ser usados no acabamento de superfícies metálicas. Já as máquinas para lixar metais são utilizadas para lixar portões, chapas, soldas e estruturas metálicas em geral.  É recomendável escolher a lixa mais adequada para cada acabamento.

 

Esmerilhadeiras – É utilizada para trabalhos onde é necessário esmerilar, aparar rebarbas e cortar metais e materiais de construção. É necessário muito cuidado em seu manuseio, devido a ação violenta do seu disco e as fagulhas que provoca em contato com o metal. Recomenda-se o uso do equipamento de proteção individual, como uso de luvas, óculos de proteção, avental de couro e sapatos especiais. Também deve-se ter cuidado especial quando utilizada em presença de materiais inflamáveis.

 

Tupia – São utilizadas no acabamento lateral de fórmicas e outros tipos de coberturas após a fixação sobre outras superfícies. Para cada tipo de acabamento lateral ou desbaste, existe uma fresa com um desenho diferente.

 

Plaina – Ferramenta elétrica utilizada para aplainar superfícies, realizar correções de imperfeições e rugosidades, através da passagem de lâminas de corte em altíssima rotação sobre o material trabalhado. Requer muita atenção ao finalizar o trabalho, uma vez que ao desligar a máquina, a lâmina continua a girar por alguns instantes.

 

Moto esmeril – Ferramenta para ser fixa em uma mesa ou balcão. Ela é utilizada para desbaste de peças, afiação de lâminas e facas em geral ou eliminação de ferrugens e restos de tintas.

 

Comente aqui: