Acerte no uso da furadeira e fure sua parede sem riscos

Para manusear a furadeira para pequenos ou grandes reparos, existem alguns cuidados que não podem ser deixados de lado. Na hora de furar a parede para colocar algum quadro, espelho ou parafuso para uma nova prateleira, você precisa seguir algumas etapas. Saiba quais são elas:

01

– Saber usar uma furadeira elétrica e não esquecer as luvas e óculos de proteção;

Para começar, é preciso ler atenciosamente o manual de instruções do modelo adquirido. Quanto mais recursos tiver a furadeira, maior deverá ser a atenção na sua utilização. Na hora da compra, prefira o modelo que se enquadre no tipo de trabalho a ser realizado. Uma dica é conversar com os vendedores sobre a sua necessidade. Eles têm um amplo conhecimento sobre brocas e furadeiras.

– Saber com certeza se ali onde pretendemos fazer o furo, não passam canos de eletricidade, água, gás etc;

É preciso prestar atenção na rota de tubos e fios da sua casa. Geralmente as tubulações seguem um padrão, basta observar os pontos de água e elétrica para “imaginar” o percurso que elas farão – em geral, essas instalações são feitas na horizontal e na vertical.

– Descobrir qual o “tipo de parede”;

É muito simples determinar qual o tipo de material usado na parede, basta fazer um pequeno furo com a furadeira analisando a poeira que vem da broca. Se for cinza, sua parede é de concreto; caso seja vermelha é de tijolo, e se for branca ela é de gesso.

– Comprar buchas e parafusos adequados ao tipo de parede e ao peso que estes vão suportar.

Parafuso-Madeira-com-Bucha-48-x-50-mm-co-vonder-20214850021A primeira coisa que precisa ser feita é escolher o tamanho correto do conjunto bucha-parafuso, que depende do que você vai prender. Se for algo pesado como um giro-visão, utilize no mínimo parafusos de 10mm. Se for algo como uma estante para livros, ou um armário de cozinha, o de 8mm atende bem. Espelhos, quadros ou enfeites ficam bem fixos com parafusos de 6mm ou menos.

Aqui na Engeluz você encontra todo material necessário para colocar as dicas do Engeblog em prática. Visite nosso site e confira nossos produtos.

logo png

Como funciona a temperatura de cor nas lâmpadas LED?

A maioria das pessoas tem optado pelas lâmpadas de LED na hora de trocar a iluminação da casa ou do escritório. Apesar do custo, a diferença do LED para as lâmpadas tradicionais está na durabilidade e na economia de energia, resultando numa conta de luz mais baixa no fim do mês.

Mesmo diante de tantos benefícios, existem alguns fatores mal compreendidos pelo público que escolhe o LED, como por exemplo: a potência, temperatura de cor, fluxo luminoso e IRC. Você conhece essas características?

– TEMPERATURA DE COR

A temperatura da cor de uma lâmpada se refere à aparência da cor da luz, que pode ser amarela, neutra ou branca. Ela é representada pela unidade de medida Kelvin (K). As lâmpadas podem ter três cores:

Luz amarela: varia de uma temperatura zero até 3.300K, sendo a luz quente. Essa opção é ideal para ambientes com uma atmosfera agradável e tranquila, como casa, restaurantes e hotéis.

Luz branca: com uma temperatura de cor que varia entre 3.300K a 5.300K, é considerada uma luz neutra. Por ser mais fria do que a luz quente, ela é ideal para ambientes de trabalho, pois facilita o foco e a atenção nas atividades.

Luz branca azulada: com uma temperatura de cor superior a 5.300K, essa opção é a luz fria. Ela proporciona a sensação de um lugar mais frio e que necessita de maior rendimento, nível de atenção, foco e agilidade. Por isso, é recomendada para hospitais e empresas.

– TEMPERATURA DE COR NA LÂMPADA LED

Como utilizar cada cor?

Na hora de escolher uma lâmpada, sua cor deve ser levada em conta pela sua influência direta no ambiente e na decoração. A luz quente, por exemplo, é ideal para decorações residenciais, quartos e salas. Essa opção é mais aconchegante, por isso, deve ser utilizada em lugares de relaxamento e descanso.

Já a luz neutra, por ser mais clara, deixa o ambiente mais iluminado, com uma aparência mais branca. Em casa, essa opção é ideal para cozinhas, lavanderias e banheiros, pois facilita o foco nas atividades. Além disso, ela também é ideal para escritórios e empresas.

No caso da luz fria, por ser uma cor de “atenção”, não deve ser usada em ambientes residenciais. Nesse caso, são ideais para hospitais e áreas externas.

 

Gostou das dicas? Fique de olho nos nossos próximos posts e conheça mais algumas informações importantes para o dia a dia da sua casa.

Engeluz Home Center – Mais de 40.000 itens para sua casa